Vida que segue…

Chegando em casa após ter dado uma volta no quarteirão e passado por um situação na qual qualquer um muitas vezes fica sem jeito em lidar.

A Morte.

Como assim? É isto mesmo, eu fui espairecer, e passei para conversar com amigos, estes tinham que sair do trabalho e ir para seus lares, então resolvi passar em bares próximos a minha casa, e resolvi ver se encontrava alguém para refletir sobre a vida, não dando em encontros voltei até a minha casa, e enquanto pegava um Ar no corredor do meu condomínio passei por uma situação, que se trata de uma verdade absoluta, e que é a única e mais absoluta das verdades, segundo o que aprendi nas minhas aulas de sociologia geral.

A Morte é a única verdade absoluta.

Para muitos parece que existem muitas verdades.

A Lei por exemplo, é uma verdade para aqueles que estão aplicando na ponta final, mas para os que a conhecem como juristas, e advogados não é plenamente absoluta, dado a várias interpretações. Além disso, a leis que podem, e devem mudar, como não? A sociedade muda, isto é uma realidade, por isso quem acha que a lei é uma verdade, que a justiça é uma só, sinto escrever aqui este pensamento.

A lei é uma verdade até, que alguém com poder de executa-la ou de muda-la venha a alterar esta verdade.

Sendo assim, volto a falar que me deparei com a morte, o fantasma, de um futuro que todos, bem ou mal vão ter que encarar um dia.

Estava fazendo uma pesquisa no Google, quando pela segunda vez, a morte apareceu para mim. Não com uma capa preta, e com uma foice, mas com um simples olhar de meu Pai, ou de uma conhecida que ofereci os meus pesares.

É isso aí. A morte a fronteira final, onde esta vida acaba, para sempre para os amigos ateus, e para uma nova vida de alguma forma dentre as mais intrincadas versões da mais diversas religiões existentes neste mundo. E como gosto de falar em todos os mundos de todas as religiões.

Mas aqui é isso, se formos levantar hipóteses para a morte, podemos ter a H0, depois dela temos nada absoluto. H1, depois dela temos uma outra vida, que vem com o paraíso a ser aberto pelos cristãos, H2 depois dela outras vidas que vem a ser a hipótese dos que acreditam em reencarnações, são essas as que estão mais próximas da minha cultura, e mais difundidas no meu país. Dentre tantas outras Hn hipóteses que existem para as mais diversas religiões.

Só que eu não poderia me contentar com estas explicações e com as que eu ainda não conheço, pois isto teria que criar a minha própria.

Bom, vamos lá, para que ninguém diga que me fiz confuso. Se não entender o que vou tentar explicar é só comentar que prometo no seu devido momento responder.

Para mim a morte é meramente um estágio da vida. Isto mesmo, Para mim a vida é constante, e existe em tantos mundos quanto a sua imaginação for capaz de criar. Sendo assim, é possível que você e todas as outras pessoas vivam para sempre, em um ou em infinitos mundos, vai depender de quantos você conseguir fazer entrar no seu conceito de morte, ou de vida como eu prefiro chamar.

Existe infinitos mundos, tantos quantos os físicos de hoje já começam a divulgar existem universos, e nestes infinitas possibilidades. Portanto, não se preocupe se você “morreu” aqui, nos outros infinitos mundos você vai estar vivo, e sua influencia de aqui, está fazendo efeito no de lá.

Portanto para resumir, seja feliz, tenha paz, e ame a todos os seres de todos os mundos e todas as  dimensões.

Tamo Junto e Vida que segue…

Figura retirada da internet
Macrocosmos