Lançando alguns antigos poemas

—————————————-
Onde  06/08/09
Estava lá,
mas em algum lugar também
Onde o tempo não passou
e até o momento algo
   Está
distante do presente
      um tanto ausente
      com o pesar perdido
          No labirinto do
                   sentimento
—————————————–
    Surja de algum lugar
    Venha preencher o espaço que a você
pertence
    Seja você
Quem sou eu?
       não sei!
           Sim sei!
       Sou alguém que espera
       Que você seja você!
—————————————————————
Máscaras    09/08/1999
Menos momentos místicos
   Meramente manuseiam mistérios
        Moderada magia
Movimentam
Minha maneira mortal
   Malucas Mensões montadas
   Meramente manipulam
Meus Minutos
          Martírio
Máscaras mostram minas
    Magníficas manifestações mundanas
        Mas
           Magoam
———————————————————————————————
Chama            14/08/1999
Chama,
Hoje é um dia especial…
Aqueça a noite!
Clareie o ambiente!
Solte deliberadamente o seu odor!
Chama,
Derreta a cera…
Forme novas estruturas!
Queime com vigor o oxigênio!
Chamusque o que ver pela frente!
Chama,
Faça ir ou vir…
Acorde…
Chama!
———————————————————————————————————————————————
‘Expressão’   A inspiração voltou a casa 04/12/01
Grito, pois não tenho voz
   perdi enquanto caminhava
Seu reencontro ainda está distante
Talvez impossível
           quem sabe próximo…
Resta vontade de falar,
           por isso faço do lápis e papel
O meu som
    e se um dia perder a escrita
       Começarei a rabiscar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *